Tenho notado que a busca pela felicidade é um tema recorrente nos últimos tempos. Cada vez mais pessoas tem questionado o tipo de vida que levamos. Para que precisamos de tantas coisas? Porque nossa felicidade é medida pelo quanto ganhamos ao invés de ser medida pelo quanto vivemos? Porque é tão importante aturar um emprego que você odeia só para garantir uma segurança que você não precisa?gluck-felicidadeEu moro em uma das metrópoles mais caras do mundo. Moro sozinho em um apartamento alugado, estudo em uma universidade particular, viajo sempre que possível, vou viciado em comprar DVDs e gasto mais do que deveria em baladas. Há cerca de um ano parei para analisar minha vida e vi que odiava ela. Achava ridículo me matar de trabalhar para conseguir dinheiro o suficiente para sobreviver. Analisando meus gastos vi que realmente não precisava de quase nada daquilo. Vi também que não precisava morar em São Paulo, onde a vida é cara e a qualidade de vida é baixa.

Porque estou falando isso tudo? Bom… achei o site desse casal que também morava em São Paulo, tinha tudo o que queria, mas também não era feliz. Eles largaram tudo, se mudaram para Berlim e agora estão estudando a felicidade. Todo o seu trabalho está sendo divulgado no sitehttp://www.gluckproject.com.br/

Vale a pena ler e parar pra pensar.
Você é realmente feliz?

Eu estou fazendo como eles.
Já pedi demissão, já encerrei o contrato do apartamento, em dois meses termino a universidade e me mando.
Vou atrás dos meus objetivos, deixar de ser escravo do dinheiro.

Tentar ser realmente feliz.

Achei injusto fazer um texto sobre as minhas primeiras impressões sobre a nova novela das nove logo após o primeiro capítulo porque Em Família só mostrou sua verdadeira face agora.

em_famlia_helena_laerte

Ao optar por contar a história de sua nova Helena desde o momento de seu nascimento, Manoel Carlos se arriscou de forma desnecessária já que o aprofundamento nas raízes dos problemas dos protagonistas foi prejudicado por uma produção porca que surpreendeu negativamente. Não posso dizer que toda a culpa é da equipe de Produção e Direção porque não vi o roteiro da novela, mas acredito que um trabalho tão caro e importante comercialmente como uma novela das nove deveria ter tido um cuidado maior na revisão para que alguns desses erros não fossem ao ar.

Tirando os problemas práticos já corrigidos na terceira fase da novela (que durará pelos próximos meses) temos o texto de Maneco que é a coisa mais agradável de acompanhar quando falado por bons atores. Os diálogos são naturais, sensíveis e, pelo padrão novelesco, não são excessivamente expositivos. Aprecio muito o trabalho de um autor que torna relevante uma cena onde duas mulheres escolhem vegetais na feira. Que outro autor conseguiria fazer isso?

Continue lendo »

%d blogueiros gostam disto: