Warner Bros. Studio Tour London – The Making of Harry Potter é um passeio essencial para todos que se consideram fãs de Harry Potter.

A primeira vez que visitei o tour, pesquisei informações na internet e acabei me ferrando. Por esse motivo decidi montar esse texto com dicas para você aproveitar ao máximo essa exposição.

Pega seu bloquinho de notas e vamos lá!

Leia o resto deste post »

texto escrito por Flávio Palma

São Paulo é “minha” sim. É a cidade onde nasci, cresci, vivi e ainda vivo. Amo-a de paixão. Impossível identificá-la com simples palavras. É brutal. É cosmopolita, é caleidoscópica, é espantosa, é dinâmica, é estranha, é vibrante, é violenta, é improvisadora, é contraditória, é ousada. Todas estas e muitas mais a identificam.

Alguém disse que São Paulo tem o charme de Paris, a cultura de Londres, a mistura de Nova York, o tamanho de Tóquio. Pode até ser, mas São Paulo é São Paulo, com sua própria identidade que é a soma de tudo isso: é grande, charmosa, culta, “multitudo”.

Vale do Anhangabaú

Amo São Paulo pelos contrastes entre o belo e o feio, o bom e o ruim, o antigo e o moderno. De um lado, a segunda maior frota de helicópteros do mundo – depois de Tóquio, representando as elites. Do outro, entre 150 mil e 350 mil motoboys, que driblam o trânsito paralisado e fazem a cidade funcionar, representando a luta pela sobrevivência de uma minoria excluída.

Leia o resto deste post »

Foi o melhor dos tempos, foi o pior dos tempos, foi a idade da sabedoria, foi a idade da tolice, foi a época da fé, foi a época da incredulidade, foi a estação da luz, foi a estação das trevas, foi a primavera da esperança, foi o inverno do desespero. Tínhamos tudo diante de nós, tínhamos nada diante de nós.

Lembrei do início do clássico de Charles Dickens, Um Conto de Duas Cidades, assim que cheguei em Varadero depois de passar vinte e seis dias em La Habana. É absurdamente brutal a diferença de uma cidade para a outra. Quase como se fossem dois países diferentes.

La Habana, a capital, é uma cidade destruída pelo tempo. Uma cidade muito bonita, é verdade, mas que parece ter sido bombardeada e esquecida pelos seus habitantes. Nela é muito fácil encontrar montanhas de lixo pelos cantos, pessoas pedindo dinheiro, prédios abandonados, pobreza.

Varadero, o principal ponto turístico, é um paraíso. Ruas repletas de lojas, praias de areia branca com cabanas de palha e espreguiçadeiras, hotéis luxuosos e muito brilho. Quando você pensa em Cuba com suas palmeiras e pessoas felizes dançando salsa, é Varadero que você vê.

Leia o resto deste post »

%d blogueiros gostam disto: